13 de dezembro de 2017, Vitória da Conquista - BA

“Formar profissionais, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, capacitado a absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando a sua atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade”.

“Formar profissionais de Engenharia Civil com sólida formação técnico-científica e profissional, que possuam as competências e habilidades preconizadas pelos órgãos governamentais, pelo mercado de trabalho e pela sociedade e, adicionalmente, participar de forma ativa no desenvolvimento do país, por meio da oferta de educação superior de engenharia de qualidade e acessível.”

a) Dar capacitação ao egresso do curso para identificar e propor soluções técnicas aos problemas da sociedade, através do domínio e utilização de conhecimentos tecnológicos aplicados na área da Engenharia Civil;
b) Capacitar o egresso a absorver e desenvolver novas tecnologias, dentro de uma postura de permanente busca da atualização profissional;
c) Oferecer um currículo que disponibilize ao estudante o tempo necessário para a consolidação dos conteúdos adquiridos, para o desenvolvimento de atividades acadêmicas complementares e para a realização de trabalhos extraclasses individuais e em grupo, visando o incremento de sua autonomia intelectual;
d) Formar engenheiros civis autônomos, generalistas, mas com capacidade de especialização, autonomia e autoaprendizado;
e) Dotar o engenheiro dos conhecimentos requeridos para exercício das competências e habilidades previstas para o egresso.

O curso de Engenharia Civil da FAINOR tem a proposta de ser um curso inovador, diferenciado, que pretende formar engenheiros capacitados para absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando a sua atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade.

A formação do Engenheiro Civil compõe-se de um conjunto de conhecimentos, desde o estudo da Sociologia, passando com grande peso pelos componentes curriculares da engenharia e análise de sistemas estruturais, instalações e técnicas construtivas, até o desenvolvimento da capacidade de projetar em sua plenitude, trabalhando-os de forma integrada. Somando-se aos componentes curriculares tradicionais, diversos componentes curriculares com o enfoque no desenvolvimento de tecnologias sustentáveis para a construção civil foram incluídas na matriz curricular do curso, com o intuito de fortalecer a visão de como intervir no meio, mantendo a harmonia entre projetar, construir e o ambiente, aplicando procedimentos de projeto adequados ao sítio de implantação e valendo-se de tecnologias racionalizadas e pensadas para o benefício da própria sociedade.

O Curso de Engenharia Civil da FAINOR busca contemplar, em sua organização curricular, componentes curriculares cujos conteúdos revelem inter-relações com a realidade local e regional, em sintonia com a realidade nacional e internacional. Busca sua aplicabilidade no âmbito das organizações e do meio pela utilização de biotecnologias inovadoras.

Os componentes curriculares que compõem o currículo buscam posicionar o Engenheiro Civil no cenário mundial, apontando a necessidade de um perfil mais amplo, baseado no conhecimento e domínio da técnica científica, socioprofissional, expresso nas habilidades, qualidades e capacidades demandadas pelo mercado.

A integração entre teoria e prática ocorrerá ao longo do curso durante aulas nos laboratórios, visitas técnicas, no estágio supervisionado, na participação de eventos científicos e nos projetos de pesquisa e extensão. Além disso, o aluno poderá trabalhar a consolidação da teoria com a prática de modo mais intenso nos componentes curriculares das subáreas de estruturas, saneamento ambiental ou gestão ambiental.

Aldair Marinho SouzaCoordenador do curso de Engenharia Civil da FAINOR:
Aldair Marinho Souza

Telefone do Colegiado de Administração:
(77) 3161-1002

E-mail Institucional:
civil@fainor.com.br

O Engenheiro Civil é fundamental no desenvolvimento de novos sistemas de construção civil, além de todos os ramos da atividade econômica e empresarial. Para o desenvolvimento das Nações é imperativo formar Engenheiros, pois este profissional qualificado atenderá as demandas de empresas de diversos segmentos e portes.

O Curso de graduação em Engenharia Civil da FAINOR pretende capacitar os seus egressos a se tornarem profissionais generalistas, capazes de compreender, planejar, analisar, projetar e construir edificações nas suas mais diversas formas: residências, edifícios, pontes, barragens, estradas, portos, aeroportos, reservatórios e obras de saneamento. Além disso, levantará diversas questões para o desenvolvimento socioeconômico dos municípios da região, pois esta é uma das funções do engenheiro: ser uma ferramenta para a qualificação dos espaços, sejam eles públicos ou privados, abertos ou fechados, de uso específico ou para toda uma população que anseia por melhorias na sua qualidade de vida e que no presente, não tem a devida assistência técnica e profissional, pois faltam profissionais com esta formação no mercado.

Diante das tendências de desenvolvimento nacional e regional, fica evidente a necessidade de formação de Engenheiros Civis que venham responder às demandas da sociedade em crescimento.
O mercado de trabalho do profissional Engenheiro Civil sempre foi muito diversificado. Sua participação neste mercado pode ser tanto como autônomo ou membro de equipes multidisciplinares, onde sua atuação destaca-se principalmente como coordenador de projetos.
A profissão de Engenheiro Civil é regulamentada pela Lei Federal n° 5.194 de 24 de dezembro de 1966 e suas atribuições são estabelecidas pela resolução n° 218 do CONFEA – Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Esta resolução foi atualizada pela Resolução n° 1010 de 22 de agosto de 2005, sendo designadas ao Engenheiro Civil as atividades de:
a) desempenho de cargos, funções e comissões em entidades estatais, paraestatais, autárquicas, de economia mista e privada;
b) planejamento ou projeto, em geral, de regiões, zonas, cidades, obras, estruturas, transportes, explorações de recursos naturais e desenvolvimento da produção industrial e agropecuária; estudos, projetos, análises, avaliações, vistorias, perícias, pareceres e divulgação técnica;
d) ensino, pesquisas, experimentação e ensaios;
e) fiscalização de obras e serviços técnicos;
f) direção de obras e serviços técnicos;
g) execução de obras e serviços técnicos;
h) produção técnica especializada, industrial ou agropecuária.