19 de outubro de 2017, Vitória da Conquista - BA

“Qualificar profissionais para o projeto de desenvolvimento de hardware, tanto de sistemas de propósitos gerais como de circuitos e sistemas para aplicações específicas. Oferecer uma formação para o desenvolvimento de sistemas”.

Engenharia da Computação – Saiba Tudo Sobre o Curso na Faculdade Fainor

“Proporcionar a formação, para o setor de Engenharia da Computação, de profissionais capazes de especificar, conceber, desenvolver, implementar, adaptar, produzir, industrializar, instalar e manter sistemas computacionais, promovendo mudanças em um ambiente dinâmico”.

Engenharia da Computação é o ramo da engenharia responsável pelo desenvolvimento de computadores, hardware, periféricos e sistemas computacionais.

Os alunos do curso de Engenharia da Computação da FAINOR tem uma formação geral, dentro da engenharia, bastante ampla, de modo a permitir maior flexibilidade e versatilidade ao profissional após a sua graduação.

Além dessa formação básica ampla, os graduados em Engenharia da Computação tem formação específica em engenharia eletrônica, com aplicações voltadas principalmente à área da informática, como arquitetura de computadores, redes e transmissão de dados.

O currículo traz as matérias básicas de engenharia e outras específicas, como eletrônica, linguagens de programação, circuitos elétricos, circuitos lógicos, redes de computadores e banco de dados.

 

No último ano, o aluno faz o estágio supervisionado e tem a oportunidade de cursar disciplinas eletivas que orientam sua formação para uma área específica da profissão, como, a criação de software.

No projeto de conclusão de curso, ele desenvolve hardwares ou aplicativos para um sistema de computação.

Marcos Prado

Coordenador do curso de Engenharia da Computaçãoda FAINOR:
Marcos Prado

Telefone do Colegiado de Administração:
(77) 3161-1066

E-mail Institucional:
computacao@fainor.com.br

O Engenheiro da Computação é um profissional com formação plena em Engenharia, preparado em assuntos de Computação para especificar, conceber, desenvolver, implementar, adaptar, produzir, industrializar, instalar e manter sistemas computacionais, bem como perfazer a integração de recursos físicos e lógicos necessários para o atendimento das necessidades informacionais, computacionais e da automação de organizações em geral.

O profissional da Engenharia da Computação pode atuar na automação industrial e robótica, projetar robôs, sistemas digitais e computadorizados para fábricas, como linhas de produção e máquinas.

Também pode desenvolver softwares e aplicativos, criar programas de computadores segundo as necessidades do cliente, projetar e desenvolver novos sistemas operacionais e linguagens específicas, buscando inovações tecnológicas, fabricação de hardware: Projetar e construir computadores e periféricos.

Outro setor de atuação é o marketing e vendas, planejar e coordenar ações para a comercialização de equipamentos de informática. Por fim, o profissional pode gerenciar e dar assistência a redes de computadores em grandes empresas.

Os formados nessa área não costumam ter dificuldade para ingressar no mercado de trabalho, e a carreira deve permanecer assim pelos próximos anos. Geralmente, as portas para o primeiro emprego são abertas por um estágio em uma grande empresa, e, não raro, o estudante é contratado antes mesmo de terminar a graduação.

Além de atuar em companhias do setor de tecnologia, o profissional pode encontrar espaço em diversos segmentos, já que toda empresa de grande porte tem uma área de TI. O campo de desenvolvimento de software é um dos que mais requisitam o profissional.

Outro setor que pode contratar o engenheiro é o de telecomunicações. A atividade em gerência e na área de banco de dados também é uma tendencia. O governo federal vem dando prioridade para financiamentos destinados a formar mestres e doutores em engenharia da computação, e assim estimular o desenvolvimento da indústria nesse segmento. Essa medida abre boas perspectivas para o profissional dedicado ao ensino e à pesquisa.

Com a expansão crescente da informática e da automação sobre todos os ramos de negócio, tem surgido boas oportunidades para os Engenheiros da Computação, já que hoje em dia quem não moderniza suas linhas de produção, não sobrevive.