19 de outubro de 2017, Vitória da Conquista - BA

“Formar profissionais com consistente conhecimento tecnológico, com capacidade de análise crítica e reflexiva na identificação e solução de problemas, com ênfase nas áreas de gestão da produção, da qualidade, de conhecimento organizacional e de gestão estratégica, para atuar nos setores industrial, comercial e de serviços”.

 

Engenharia de Produção – Saiba Tudo Sobre o Curso na Faculdade Fainor

Formar engenheiros capacitados a identificar e solucionar problemas pertinentes a sistemas produtivos, fundamentando-se no desenvolvimento de inúmeras técnicas e metodologias relacionadas ao planejamento e a gestão de sistemas de operações (manufatura e serviços), discorrendo sobre a aplicabilidade destas ferramentas no contexto das organizações. Deste modo, tem como propósito formar profissionais aderentes às crescentes expectativas do mercado, estreitando as relações entre as competências críticas prescritas pelo mercado e a sua formação, oferecendo uma proposta de instituição educacional com as necessidades vivenciadas dentro e fora da sala de aula, e também continuamente pontuadas pela realidade do mercado.

dar capacitação ao egresso do curso para identificar e propor soluções técnicas aos problemas da sociedade, através do domínio e utilização de conhecimentos tecnológicos aplicados na área da engenharia de produção;
capacitar o egresso para atuar nas fases de concepção, planejamento, projeto, construção, controle, operação e manutenção de sistemas industriais gerais e/ou voltados para alguma temática específica, por exemplo, petróleo e gás, em atendimento às demandas da sociedade, considerando seus aspectos sociais, econômicos, políticos e culturais, com uma visão humanística e de respeito ao meio ambiente e aos valores éticos;
capacitar o egresso a absorver e desenvolver novas tecnologias, dentro de uma postura de permanente busca da atualização profissional.

No começo, o curso enfoca os componentes curriculares básicos de engenharia, a exemplo de cálculo, como matemática, física, química e informática.

Depois entram as matérias específicas de produção, como gestão de investimentos, organização do trabalho e economia e estratégia de empresas.

Nos últimos anos acrescentam-se as de sociais aplicadas, como administração e economia, e, na etapa final, o aluno começa o estudo específico da habilitação escolhida.

A Engenharia de Produção se dedica ao estudo, ao projeto e à gerência de sistemas integrados de pessoas, materiais, equipamentos e ambientes, visando a melhoria da produtividade do trabalho, da qualidade do produto e da saúde das pessoas no trabalho.

O currículo pleno do curso possibilitará ao engenheiro ter uma formação básica em estudo, projeto e gerência de sistemas integrados de pessoas, materiais, métodos, gestão financeira e processos da Engenharia de Produção, visando à melhoria da produtividade do trabalho, da qualidade do produto ou do serviço e das pessoas na organização. Os componentes curriculares oferecidos  habilitam o estudante para o exercício pleno da profissão, com um currículo equilibrado e atualizado, possibilitando o desenvolvimento de habilidades e competências importantes para a profissão.

Felipe Ungarato

Coordenador do curso de Engenharia de Produção da FAINOR:
Felipe Ungarato

Telefone do Colegiado de Engenharia de Produção:
(77) 3161-1049

E-mail Institucional:
producao@fainor.com.br

 

As atividades desenvolvidas por um engenheiro podem ser sintetizadas em três aspectos distintos: projeto, construção e produção. Os dois primeiros são focados em todas as modalidades da engenharia, e o último é específico da Engenharia de Produção, que concretiza os projetos, sejam eles relativos a produtos ou a serviços.

Uma característica notável da carreira é a necessidade de ampla integração entre os fatores humanos, econômicos, tecnológicos, materiais e ambientais que interferem no projeto dos sistemas produtivos, no planejamento da produção e na produção e distribuição do produto.

A engenharia de produção é responsável pela integração de processos produtivos, permitindo a perfeita coordenação de tarefas de responsabilidades técnica e administrativa.

O profissional da área é capacitado a trabalhar em diversos ramos, como produção, administração e finanças, entre outros. Ele atua como um canal de integração entre os sistemas técnicos (engenharias) e a área administrativa da empresa, o que facilita a criação e a administração de novos produtos e serviços.

Aprimorar valores éticos e humanísticos essenciais para o exercício profissional, tais como a solidariedade, o respeito à vida humana e a convivência com a pluralidade.

O cenário atual está cada vez mais competitivo. Justamente por isso, a sobrevivência e o sucesso das empresas estão atrelados ao estudo e aplicação dos grandes temas que dão consistência e solidez ao processo produtivo, objeto da Engenharia de Produção.
Nesse contexto, os profissionais da área são altamente valorizados no mercado, e seu campo de atuação não se limita à indústria, mas abrange também os diversos segmentos econômicos de bens ou serviços que buscam a minimização dos custos, a maximização da produtividade, o cumprimento dos prazos e padrões de qualidade estabelecidos.
As oportunidades profissionais vêm se diversificando a cada ano. Entre outras, destacam-se:
Engenharia dos Processos Físicos de Produção: Gestão de Sistemas de Produção. Processos de Fabricação e Construção. Planejamento e Controle da Produção e do Produto Industrial. Logística da Cadeia de Suprimentos. Organização e Disposição de Máquinas e Equipamentos em Instalações Industriais. Procedimentos, Métodos e Sequencias de Fabricação e Construção nas Instalações Industriais. Sistemas de Manutenção. Sistemas de Gestão de Recursos Naturais.
Engenharia da Qualidade: Controle Estatístico e Metrológico de Produtos e Processos de Fabricação e Construção. Normalização e Certificação da Qualidade. Confiabilidade de Produtos e Processos de Fabricação e Construção.
Ergonomia: Ergonomia do Produto e do Processo. Biomecânica Ocupacional. Psicologia e Organização do Trabalho. Análise e Prevenção de Riscos de Acidentes.
Pesquisa Operacional: Modelagem, Análise e Simulação de Sistemas no âmbito dos Campos de Atuação da Engenharia, em geral. Processos Estocásticos. Processos Decisórios. Análise de Demandas por Bens e Serviços.
Engenharia Organizacional: Métodos de Desenvolvimento e Otimização de Produtos. Gestão da Tecnologia, da Inovação Tecnológica, da Informação de Produção e do Conhecimento. Planejamento Estratégico e Operacional. Estratégias de Produção. Organização Industrial. Avaliação de Mercado. Estratégia de Mercado. Redes de Empresas e Cadeia Produtiva. Gestão de Projetos.
Engenharia Econômica: Gestão Financeira de Projetos e Empreendimentos. Gestão de Custos. Gestão de Investimentos. Análise de Risco em Projetos e Empreendimentos. Propriedade Industrial.