14 de dezembro de 2017, Vitória da Conquista - BA

O Movimento Empresa Júnior começou em 1967, na França, com o objetivo de realizar estudos de mercado ou enquetes comerciais nas empresas. A ideia prosperou no meio acadêmico francês, resultando na criação da Confederação Nacional das Empresas Juniores em 1969.

Na década de 80, o modelo francês, já consolidado passa a ser difundido internacionalmente, sendo levado a outros países como Suíça, Bélgica, Espanha, EUA e Brasil. Em 1986, havia 99 empresas juniores, 15.000 estudantes envolvidos, 3.000 estudos realizados e um faturamento anual da ordem de 40 milhões de francos. As atividades das empresas, depois de alguns anos, atingiram um crescimento de 50% ao ano.

As idéias e os conceitos fundamentais do movimento foram trazidos para o Brasil, em 1988, pela Câmara de Comércio e Indústria Franco-Brasileira. As empresas juniores pioneiras no Brasil foram as da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), Fundação Getúlio Vargas e as da Universidade Federal da Bahia. Em termos quantitativos, o movimento brasileiro expande-se tanto que, de 1988 a 1995, em sete anos, portanto, surgiram 100 empresas, número que foi atingido, no país de origem, em 19 anos de existência, entre 1967 e 1986.

Atualmente, no Brasil, depois de 24 anos, o MEJ cresceu, profissionalizou-se e amadureceu. Hoje, são mais de 22.000 universitários, espalhados em cerca de 700 empresas juniores e realizando mais de 2.000 projetos por ano.

Fonte: http://www.brasiljunior.org.br